Um blog que surgiu do interesse de três colegas de profissão, profissionais de adoram o que fazem e não se cansam de trocar experiência, discutir o porquê de cada coisa, aprender e melhorar a cada dia nosso ofício. Junte-se a nós, apresente sua opinião de como você trabalha com o pilates, interaja.... será um prazer trocarmos nossas experiências!

24 de jul de 2010

Escoliose: como você trabalha?

Um dúvida que sempre me incomoda, devido ao número de correntes de pensamento, é qual a melhor maneira de trabalhar no tratamento da escoliose idiopática e como o pilates pode ajudar.


Sabendo que os desvios podem ocorrer nos três planos: Antero-posterior, latero-lateral e crânio-caudal. Lembrando de todos os encurtamentos que uma escoliose pode causar tanto na cadeia posterior como na anterior, já ouvi em diferentes momentos e de vários professores as seguintes teorias:

- Você deve fazer o mesmo número de repetições, trabalhando tanto o fortalecimento como o alongamento dos dois lados da mesma forma que naturalmente o corpo vai se alinhando;

- Você deve fazer o movimento apenas para um dos lados, intensificando o trabalho para o lado que precisa e cuidando das compensações;

- Você deve diferenciar o número de repetições para cada lado mas executando o mesmo movimento para os dois lados e assim você encontrará o alinhamento;

- Você deve executar o mesmo movimento mas modificando o exercício para cada um dos lados, executando o exercício pensando sempre no lado da gibosidade e fazendo as devidas adaptações;

Baseado nestas idéias gostaria de propor uma discussão sobre estas metodologias.  E você, como trabalha e porquê? Conhece alguma teoria diferente dessas? Além disso, que ferramenta você utiliza quando não está trabalhando com aulas particulares e sim com um grupo de duas ou três pessoas? 


Por Gerusa Silécia Gurak

6 comentários:

  1. Bom, obrigada pelas informações. eu sigo o seguitne critério para trabalhar com escoliose: se a pessoa sente algum tipod e dor e este pode ser devido a escoliose, faço um trabalho diferenciado de acordo com a curvatura alongando mais um lado e fortalecendo mais outro, buscando o alinhamento e alívio dos sintomas de compressão. Também diferencio o trabalho se a pessoa tem um incômodo estético em relação a isso. Se a pessoa não sente dor, porém sua postura é modificada devido }à escoliose de tal forma que incomode a pessoa. Porém, se a pessoa tem escoliose e não sente qualquer incômodo físico ou em relação à estética, trabalho de acordo com a primeira teoria que vai alinhando através do alongamento axial e do alinhamento da postura durante a prática. Espero ter contribuido. Abraços!!!

    ResponderExcluir
  2. Olá, obrigada por participar e ser detalhista em sua metodologia. Nós trabalhamos com uma metodologia parecida e acho fundamental o trabalho de fortalecimento e estabilização visto que uma coluna que possui um desalinhamento já "dança" bastante, então o trabalho de força torna-se fundamental. Beijão e até mais.

    ResponderExcluir
  3. bom dia!
    Tenho ESCOLIOSE ,faco pilates mas tenho varias duvidas sobre exercicios.Presiso saber si pessoas com escoliose pratica os mesmos exercicios de uma pessoa comun.
    beijos..
    itana-Riachao do jacuipi-ba

    ResponderExcluir
  4. Olá, bem minha opinião é que se deve trabalhar os dois lados, se a escoliose for em C , vc deve rodar mais para o lado côncavo para alinhar a vértebra, enfatizar o lado côncavo, obrigada,bjs

    ResponderExcluir
  5. E Parabéns pelo Blog, um assunto como o de escoliose é muito complexo, abraço.

    ResponderExcluir
  6. Obrigada pela participação. E como vc mesmo disse, trabalhar com escoliose é sempre complexo, principalmente se pensarmos em uma aula de mat pilates com um grande número de alunos na sala. Abraço e participe sempre que puder.

    ResponderExcluir