Um blog que surgiu do interesse de três colegas de profissão, profissionais de adoram o que fazem e não se cansam de trocar experiência, discutir o porquê de cada coisa, aprender e melhorar a cada dia nosso ofício. Junte-se a nós, apresente sua opinião de como você trabalha com o pilates, interaja.... será um prazer trocarmos nossas experiências!

28 de jul de 2010

Mat Pilates e Gestantes

Estudos na literatura comprovam: a prática de atividades físicas durante a gestação, desde que moderada, garante diversos benefícios à saúde tanto das futuras mamães quanto dos bebês.
A gravidez é um período de grandes alterações emocionais e hormonais para a gestante. A postura é prejudicada pelo aumento repentino de peso. Os músculos e as articulações também sofrem mudanças durante este período.
A escolha da atividade física pelas gestantes demanda atenção redobrada, pois influencia de forma direta na saúde e no bem-estar do bebê. Ainda, a prática de exercícios traz muitos benefícios e ameniza os sintomas incômodos causados durante período gestacional.
Uma das atividades mais indicadas, e praticadas pelas gestantes, é o método Pilates. Este método pode melhorar a postura, ajudar na mecânica corporal, diminuir a dor, principalmente na região lombar na coluna, além de minimizar riscos de incontinência urinária e de perda óssea.
As mulheres que praticam Pilates durante os meses de gestação, apresentam menos desconforto, fadiga e falta de ar. Os exercícios são adaptados a cada fase da gestação. Dessa forma, as gestantes conseguem perceber os benefícios do método, a melhora da circulação e a eliminação de dores musculares, decorrente da mudança de postura. Melhora, ainda, a concentração, força, coordenação, a qualidade dos movimentos e também contribui com uma boa noite de sono para as futuras mamães.
O método trabalha o centro do corpo, chamado de core (musculatura das costas, abdome e do assoalho pélvico). Além disso, melhora a postura e auxilia no controle da ansiedade através de exercícios respiratórios.
O trabalho de Mat Pilates, assim como o Pilates em Stúdio, traz para a gestante alguns princípios que Joseph Pilates determinou em sua técnica. São eles: controle; foco no centro; fluxo; precisão; respiração; relaxamento e resistência.
Neste método, os movimentos são feitos no solo e com alguns acessórios para dificultar ou facilitar o trabalho, dependendo do objetivo proposto. Entre eles: Fit ball, Flex Ring, Rolo, Faixa elástica, Over ball, entre outros.
Todos os exercícios praticados em cada sessão, buscam a interação entre o corpo e a mente. Os exercícios de consciência corporal e relaxamento, muito explorados nas aulas, preparam a grávida para o momento do parto. Ainda, ajudam no equilíbrio muscular e postural, além de melhorar o apoio para o útero e diminuir as dores lombares.
Uma outra opção são os exercícios para as pernas, tornozelos e pés, pois diminuem edema e câimbras. A posição de quatro apoios utilizada nas aulas,  é uma boa alternativa, já que minimiza o estresse sobre os vasos dos membros inferiores.
As contra-indicações, como em qualquer outra atividade física, dependem de cada caso. Por este motivo, o professor deve ter conhecimentos específicos em Mat Pilates e experiência com gestantes, tornando possível uma avaliação mais precisa de cada caso.
As aulas de Mat Pilates tem duração de uma hora e o ideal é que sejam feitas, ao menos, duas vezes por semana. A prática pode ser frequente até poucos dias antes do parto, dependendo das condições físicas de cada gestante. Porém, em casos de descolamento prematuro da placenta, doenças cardíacas e sangramentos constantes, a atividade não é recomendada.
Sendo assim, resta vivenciar a técnica e aproveitá-la da melhor maneira possível, já que não será só a mamãe que vai usufruir de todos estes benefícios mas também o bebê em todo este período.

Por Neide Alessandra Sansão Périgo

Nenhum comentário:

Postar um comentário