Um blog que surgiu do interesse de três colegas de profissão, profissionais de adoram o que fazem e não se cansam de trocar experiência, discutir o porquê de cada coisa, aprender e melhorar a cada dia nosso ofício. Junte-se a nós, apresente sua opinião de como você trabalha com o pilates, interaja.... será um prazer trocarmos nossas experiências!

28 de jun de 2012

Pilates e Hipertensão, parte II

Seja bem vindo ao nosso blog no dia de hoje!
Hipertensão já foi um tema abordado no blog, mas percebemos que muitos instrutores possuem muitas dúvidas com relação a este tema, então vamos aqui estamos nós para mais uma discussão.

Segundo a Sociedade Brasileira de Hipertensão (2011), estima-se que há cerca de 50 milhões de pessoas hipertensas no Brasil. A hipertensão é o aumento da pressão arterial ocasionado pelo excesso de ativação da proteína RAC1. De acordo com a classificação da Sociedade Brasileira de Cardiologia, considera-se um indivíduo hipertenso com pressão constante > 140 mmHg (sistólica) e > 90 mmHg (diastólica).

A doença, ainda sem causa definida, está relacionada com problemas cardíacos, porém não é uma relação direta. Desta forma, abordamos com muita ênfase a questão da prevenção de problemas cardíacos em hipertensos.

Algumas consequências da pressão alta constante são:ineficiência da bomba muscular, hipertrofia do ventrículo esquerdo, alterações dos vasos sanguíneos ( o excesso de proteína deteriora a parede do vasos), insuficiência renal e cardíaca, infarto do miocárdio e acidente vascular cerebral.

Normalmente, recomenda-se uma alimentação equilibrada, com diminuição de sal, e também exercícios aeróbicos moderados, como caminhadas. Porém, pensando na ineficiência da bomba muscular, devemos preconizar o fortalecimento muscular de MMII.

Dessa forma, o grupamento muscular inferior aumenta o retorno venoso e diminui o esforço do miocárdio, diminuindo estresse cardíaco. A atividade aeróbia não proporcionará aumento de força significativo para melhorar a ação da bomba muscular.

Existem também recomendações de trabalho com clientes hipertensos. São elas:
* Evitar posições invertidas, onde as pernas estão posicionadas acima da linha da cabeça;
* Não trabalhar em níveis de fadiga muscular;
* Perguntar se o aluno está medicado;
* Evitar longos períodos em posições supinas;

Recomenda-se, então, o fortalecimento de grandes grupos musculares, preconizando MMII e CORE, exercícios bi e multiarticulares, estimulando equilíbrio e sistema proprioceptivo.
Seguindo esse raciocínio e considerando as recomendações para clientes hipertensos, o Pilates apresenta muitas opções de trabalho.

Abaixo, seguem algumas opções de exercícios:


* Reformer

- Footworks: com utilização da prancha de saltos nas costas, 
meia lua ou outro acessório que gere uma inclinação ao deitar. 
-Side Splits
-Front Splits
- Back Splits
- Russian


* Cadillac
- Hip Opener
- Lunge
- Thigh Stretch
- Bycicle (em decúbito lateral)
- Circles ( em decúbito lateral)


* Chair
- Double leg pumps e variações
-Single leg pumps ( toes e heels)
- Plie front
- Forward step down
- Sideward step down
- Standing leg and foot press
- Forward lunge
- Side lunge
- Frog front
- Standing leg pump – crossover
- Achilles stretch


* Ladder Barrel
- Flat back
- Horseback
- Twist
- Side sit ups

Você tem outras estratégias de trabalho? Compartilhe conosco.
Até breve,

por Viviane Vales

Um comentário:

  1. Ótimas dicas. Gostaria que colocassem videos com aulas para idosos e gestantes. Parabens a todos que fazem o blog.

    ResponderExcluir